Prefeitura de Guararema. Trabalho e respeito. Por voc�.

Portal da Transparência SIC
Encontre em nosso site
  • Redes Sociais
  • Facebook
  • You Tube
  • Instagram
Voltar para o portal
Galeria de Fotos
  • Veja Todas as Fotos
  • Redes Sociais
  • Facebook
  • You Tube
  • Instagram

Notícias

19 de Maio de 2017 às 14:46 Secretaria de Saúde faz alerta sobre transmissão de raiva

 Nas últimas semanas, a equipe de Controle de Zoonoses de Guararema tem intensificado os alertas sobre a transmissão da raiva. Cerca de 150 pessoas receberam orientações sobre a doença causada por um vírus, o qual compromete o Sistema Nervoso Central (SNC) e pode acometer todas as espécies de mamíferos, incluindo o homem, sendo fatal em praticamente todos os casos.

Visitas da equipe técnica da Vigilância Sanitária, Vigilância Epidemiológica e Centro de Controle de Zoonoses in loco para orientações, ações educativas, vacinação de animais e visitas médica veterinária, estão entre as atividades realizadas pelos grupos de trabalho.

No Brasil, a transmissão da raiva dos animais para o homem ocorre, principalmente, pelo cão, seguido do morcego e gato. As formas mais comuns de contágio são por meio da mordedura, arranhadura ou lambedura.

Os cães e gatos contactuantes com morcegos devem ser isolados por 180 dias, com acompanhamento médico veterinário, vacinados, de acordo com a Nota Técnica do Ministério da Saúde nº 19/2012 CGDT/DEVEP/SVS/MS. Em caso de resultado positivo do morcego ou na impossibilidade de realizar o diagnóstico laboratorial, o animal deve ser submetido à eutanásia.

Veja o que fazer quando um animal agredir, mesmo que esteja vacinado contra a raiva:
- Lavar imediatamente o ferimento com água e sabão.
- Procurar com urgência o Serviço de Saúde mais próximo.
- Não matar o animal, e sim deixá-lo em observação durante 10 dias, para que se possa identificar qualquer sinal da raiva.
- O animal deverá receber água e alimentação normalmente, num local seguro, para que não possa fugir ou atacar outras pessoas ou animais.
- Se o animal adoecer, morrer, desaparecer ou mudar de comportamento, é preciso voltar imediatamente ao Serviço de Saúde.
- Nunca interromper o tratamento preventivo sem ordens médicas.
- Quando um animal apresentar comportamento diferente, mesmo que ele não tenha agredido ninguém, não o mate e procure o Serviço de Saúde.

O que fazer se encontrar um morcego em sua residência:
• Evite sempre o contato direto com qualquer morcego, vivo ou morto.
• Não provoque um morcego, nem tente capturá-lo.
• Isole o local para que outros animais, cães e gatos, não tenham acesso ao morcego.
• No caso de contato do morcego com o animal, o morcego deverá ser encaminhado para exame laboratorial, sua retirada é feita pelo Centro de Controle de Zoonoses.
• Contate imediatamente o Centro de Controle de Zoonoses: 4693-3966.
• Se um morcego entrar em sua residência, feche as portas que dão acesso às dependências da casa, deixe as janelas abertas para o animal sair (no crepúsculo). Tente espantá-lo, com ajuda de um pano.



Serviços

Leis Municipais e Publica��es

Acesso ao Webmail

Portal da Transparência

SIC

IPTU

Giss On Line

quitação Online

NFS

iCad

ICMS DIPAM

Downloads Certificados

ZOONOSES


© 2016 Prefeitura de Guararema - Todos os direitos reservados